Como fazer o agendamento da 2ª via do RG no Poupatempo

O RG é o nosso documento mais importante, por isso nem é preciso dizer que precisamos mantê-lo bem conservado e sempre em dia. Ele não tem prazo de validade determinado, mas isso não quer dizer que você pode sair por aí mostrando a sua Identidade com aquela foto de criança.


Para viagens ao exterior, por exemplo, o documento não pode ter sido emitido há mais de 10 anos. Além disso, Instituições como bancos, INSS e empresas organizadoras de concursos públicos também têm exigido um RG com data de emissão mais recente.

Então, se a sua Carteira de Identidade for antiga, se você a perdeu ou se foi vítima de um furto/roubo, não perca tempo para pedir uma nova via em um dos postos do Poupatempo. O processo é simples e você recebe o documento em poucos dias.

Acompanhe o texto até o final e veja as explicações para fazer o agendamento da 2ª via do RG no Poupatempo.

Como agendar o serviço de 2ª via do RG

Como fazer o agendamento da 2ª via do RG no Poupatempo

1ª etapa – cadastro

A primeira medida para agendar o serviço é fazer um rápido cadastro no site do Poupatempo. Neste vídeo abaixo, nós mostramos como funciona. Se você já tem o cadastro, pule para o próximo passo.

2ª etapa – agendamento

Com o cadastro ativo, você já pode reservar uma data e um horário para ser atendido (a). Veja como fazer:

1. Na página inicial do Poupatempo, clique no botão “Agendamento”.

2. Digite os seus dados (CPF, RG, telefone OU e-mail e a senha); clique em “Entrar”;

3. Clique na opção “RG – Carteira de Identidade”.

4. Clique no botão “Local”.

5. Escolha o posto do Poupatempo que você deseja ser atendido.

6. Escolha a data.

7. Escolha o horário.

8. Informe se o atendimento será apenas para você ou para você + dependentes.

9. Na página seguinte, você vai precisar selecionar:

  • Gênero
  • Serviço a ser agendado (RG 2ª via)
  • Nacionalidade (Brasileiro ou Naturalizado ou Português com Título de Igualdade);

Também será necessário digitar o número do seu RG. Se você não se lembrar, vá a um posto do Poupatempo para recuperar o número.

Ao finalizar o preenchimento das informações, clique em “Prosseguir Agendamento”.

3ª etapa – pagamento

Prosseguindo com o passo a passo para fazer o agendamento do RG Poupatempo, chegou a hora de realizar o pagamento pelo serviço. O órgão recomenda que você pague a taxa antecipadamente, mas você também pode optar por pagar no dia em que for ao posto. Confira as orientações.

Escolha a forma de pagamento da taxa: débito ou boleto bancário.

Pagamento por débito

Escolhendo débito, você tem quatro opções de bancos:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • Itaú
  • Santander

1. Após selecionar o banco da sua preferência, clique em “Pagar com Débito Online”. Uma nova tela do seu internet banking abrirá para você realizar o pagamento.

2. Logo em seguida, o seu protocolo confirmando o agendamento será exibido. Você precisa apresentar o número no dia do atendimento. É possível imprimir o documento na hora, mas se você quiser, pode imprimir depois. Ele também é enviado para o seu e-mail, assim você pode ter acesso quando quiser.

Pagamento por boleto

1. Se você optar pelo pagamento por boleto, você deve clicar em “Imprimir o Boleto Bancário”. Lembre-se de desabilitar o bloqueador de pop-ups do seu computador, caso contrário, o arquivo do boleto não aparecerá na tela. Você precisa ter um leitor de PDF para abrir o arquivo.

2. Após clicar em “Imprimir o Boleto”, a confirmação do agendamento e o seu protocolo serão exibidos na tela.

Realizando esses procedimentos, você vai conseguir agendar o serviço pela internet. Se preferir, também é possível fazer o agendamento do RG pelo telefone.

Taxa

A taxa para emitir a segunda via do RG no Poupatempo é de R$ 37,61. Para receber o documento pelos Correios, você paga mais R$ 9,09. É necessário levar o comprovante do pagamento para ser entregue no dia do atendimento.

Quem deixou para pagar depois, pode quitar a taxa no próprio posto com dinheiro cartão de débito de qualquer banco.

Isenção da taxa

Veja quem pode solicitar a 2ª via do RG sem precisar pagar pelo serviço:

1. Cidadãos que se declararem pobres nos termos da lei 7115/83.

2. Homens acima de 65 anos.

3. Mulheres acima de 60 anos.

4. Desempregados há mais de 3 meses: é preciso apresentar Carteira de Trabalho e Previdência Social com registros atualizados.

5. Quando há erro na digitação do RG, desde que seja constatado no prazo de 90 dias.

Documentação

Veja todos os documentos que você precisa levar ao posto:

Se o último RG da pessoa foi emitido antes do dia 01/07/1987, ou se ela teve alteração de nome, estado civil ou outra informação, é preciso levar Certidão de Nascimento ou de Casamento original e cópia simples, com as averbações.

2ª via – Maior de 18 anos

Os documentos são os mesmos para casos de perda, furto ou roubo, mau estado de conservação ou documento desatualizado.

⇒ Certidão de Nascimento – original e cópia simples OU cópia autenticada e cópia autenticada e cópia simples.

a) Obrigatória para solteiros;

b) Homens casados ou viúvos sem alteração de sobrenome: Certidão de Nascimento ou Casamento;

c) Nascidos no exterior, apresentar a Certidão transcrita no 1° Cartório de Registro Civil do município onde residia à época da transcrição;

d) Não é aceita a impressão em papel da Certidão emitida por meio eletrônico;

e) Se o último RG foi emitido a partir de 01/07/1987 e se não houver alteração de dados, não é necessário apresentar a certidão;

f) As cópias simples ficarão retidas.

⇒ Certidão de Casamento – original e cópia simples (caso não tenha a original pode ser substituída por uma cópia autenticada).

a) Obrigatória para mulheres casadas ou viúvas: com as devidas averbações;

b) Obrigatória para mulheres separadas legalmente ou divorciadas: com as devidas averbações;

c) Obrigatória para homens casados ou viúvos, com alteração de sobrenome: com as devidas averbações;

d) Obrigatória para homens legalmente separados ou divorciados, com alteração de sobrenome: com as devidas averbações;

e) Homens casados e viúvos sem alteração de sobrenome: Certidão de Casamento ou Nascimento: com as devidas averbações;

f) Casados no exterior: se legalizaram o casamento, apresentar transcrita no 1º Cartório de Registro Civil do município onde residiam à época da transcrição;

g) Não é aceita a impressão em papel da Certidão emitida por meio eletrônico;

h) Se o último RG foi emitido a partir de 01/07/1987 e se não houver alteração de dados, não é necessário apresentar a certidão;

i) As cópias (simples ou autenticada) ficarão retidas.

⇒ CPF – original

a) Informar obrigatoriamente o número para pagamento da taxa. Em caso de menor de idade que não possua CPF, o número do CPF do acompanhante deve ser informado para o pagamento da taxa;

b) Se desejar o número no RG: apresentar o CPF original. Pode ser substituído por: Declaração, Extrato ou Impresso emitido pela Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br), desde que não contenha a informação “CPF cancelado”;

c) Se a numeração já constar na via anterior do RG, não é necessária a apresentação do documento, desde que o RG já possua dígito no número.

⇒ Comprovante de pagamento original ou impresso da internet

⇒ RG original e cópia simples

a) Se ainda o possuir;

b) Opcional, mas deve ser apresentado para auxiliar na liberação.

⇒ Cartão do Cidadão original (pode ser substituído por Cartão do PIS ou Pasep)

a) Se desejar o número no RG;

b) Se a numeração já constar na via anterior do RG (válido somente para RG que já possua dígito no número), não é necessária a apresentação do documento.

⇒ Comprovante de tipagem sanguínea – original e cópia simples. Para casos em que o cidadão queira inserir a informação sobre tipagem sanguínea no RG (tipo sanguíneo e fator RH)

São aceitos:

a) Carteira de Doador de Sangue (emitida por órgão oficial e com numeração, para eventual consulta ao órgão emissor);

b) Laudo ou Exame laboratorial (datado de, no máximo, 10 anos e  assinado por médico, biomédico, farmacêutico ou qualquer outro responsável pela elaboração do laudo, com seu respectivo número de registro no conselho);

c) Identidade Funcional de: policial civil e militar estadual, policial federal e integrante das forças armadas;

d) Identidade do Conselho Regional de Medicina (CRM);

e) Identidade do Conselho Regional de Enfermagem (COREN).

Observações:

a) A cópia ficará retida.

2ª via – Menor de 18 anos

Próprio cidadão

⇒ Certidão de Nascimento – original e cópia simples OU cópia autenticada e cópia autenticada e cópia simples.

⇒ Certidão de Casamento (se tiver) – original e cópia simples.

⇒ CPF  – original

⇒ RG cópia simples (caso possua)

⇒ Cartão do Cidadão original, se desejar o número no RG (pode ser substituído por Cartão do PIS ou Pasep)

⇒ Comprovante de tipagem sanguínea – original e cópia simples. Para casos em que o cidadão queira inserir a informação sobre tipagem sanguínea no RG (tipo sanguíneo e fator RH)

⇒ Comprovante de pagamento original ou impresso da internet

Responsável legal

⇒ Documento de identificação – original OU cópia (simples ou autenticada). Nos postos móveis é necessário apresentar original ou cópia autenticada E cópia simples.

⇒ Termo de Guarda ou Tutela – original e cópia simples.

⇒ Autorização – original (pode ser obtida no Poupatempo).

Brasileiros Naturalizados

2ª via para maior de 18 anos

⇒ Certificado de Naturalização – original e cópia simples (pode ser substituído pela cópia autenticada e uma cópia simples).

Observações:

a) Contendo o número da Portaria Ministerial;

b) Obrigatório para solteiros;

c) Obrigatório para casados, separados legalmente ou divorciados com alteração de sobrenome: apostilado na Justiça Federal;

d) As cópias simples ficarão retidas.

⇒ CPF  – original

⇒ RG cópia simples (caso possua)

⇒ Cartão do Cidadão original, se desejar o número no RG (pode ser substituído por Cartão do PIS ou Pasep)

⇒ Comprovante de tipagem sanguínea – original e cópia simples. Para casos em que o cidadão queira inserir a informação sobre tipagem sanguínea no RG (tipo sanguíneo e fator RH)

⇒ Comprovante de pagamento original ou impresso da internet

2ª via para menor de 18 anos

Próprio Cidadão

⇒ Certificado Provisório de Naturalização – original e cópia simples (pode ser substituído pela cópia autenticada e uma cópia simples).

Observações:

a) Contendo o número da Portaria Ministerial;

b) Obrigatório para solteiros;

c) Obrigatório para casados, separados legalmente ou divorciados com alteração de sobrenome: apostilado na Justiça Federal;

d) As cópias simples ficarão retidas.

⇒ CPF  – original

⇒ RG cópia simples (caso possua)

⇒ Cartão do Cidadão original, se desejar o número no RG (pode ser substituído por Cartão do PIS ou Pasep)

⇒ Comprovante de tipagem sanguínea – original e cópia simples. Para casos em que o cidadão queira inserir a informação sobre tipagem sanguínea no RG (tipo sanguíneo e fator RH)

⇒ Comprovante de pagamento original ou impresso da internet

Responsável legal

⇒ Documento de identificação – original OU cópia simples (simples ou autenticada).

⇒ Termo de Guarda ou Tutela – original E cópia simples.

⇒ Autorização – original (pode ser obtida no Poupatempo).

Portugueses com Título de Igualdade

Para solicitar a segunda via Carteira de Identidade do Brasil, é necessário que o português tenha pelo menos 18 anos e apresente os documentos a seguir:

⇒ Título de Igualdade de Direitos e Deveres – original e cópia simples.

Pode ser substituído por: Certificado de Igualdade e de Outorga do Gozo de Direitos Políticos – original e cópia simples ou cópia autenticada e cópia simples; ou ainda, cópia da publicação no diário oficial da União da Portaria do Certificado de Igualdade de Direitos e Obrigações Civis, ou do Certificado de Igualdade de Direitos e Obrigações Civis com o Gozo dos Direitos.

Observações:

a) Contendo o número da Portaria Ministerial;

b) Obrigatório para solteiros;

c) Obrigatório para casados, separados legalmente ou divorciados com alteração de sobrenome: apostilado na Justiça Federal;

d) As cópias simples ficarão retidas.

⇒ CPF  – original

⇒ RG cópia simples (caso possua)

⇒ Cartão do Cidadão original, se desejar o número no RG (pode ser substituído por Cartão do PIS ou Pasep)

⇒ Comprovante de tipagem sanguínea – original e cópia simples. Para casos em que o cidadão queira inserir a informação sobre tipagem sanguínea no RG (tipo sanguíneo e fator RH)

⇒ Comprovante de pagamento original ou impresso da internet

Postos que realizam o serviço de 2ª via do RG

⇒ Americana

⇒ Andradina

⇒ Araçatuba

⇒ Araraquara

⇒ Araras

⇒ Assis

⇒ Avaré

⇒ Barretos

⇒ Bauru

⇒ Bebedouro

⇒ Birigui

⇒ Botucatu

⇒ Bragança Paulista

⇒ Caieiras

⇒ Campinas Centro

⇒ Campinas Shopping

⇒ Caraguatatuba

⇒ Carapicuíba

⇒ Catanduva

⇒ Cidade Ademar

⇒ Cotia

⇒ Diadema

⇒ Dracena

⇒ Fernandópolis

⇒ Franca

⇒ Guaratinguetá

⇒ Guarujá

⇒ Guarulhos

⇒ Indaiatuba

⇒ Itapetininga

⇒ Itapeva

⇒ Itaquaquecetuba

⇒ Itaquera

⇒ Itu

⇒ Jacareí

⇒ Jahu

⇒ Jundiaí

⇒ Lapa

⇒ Limeira

⇒ Lins

⇒ Luz

⇒ Marília

⇒ Mauá

⇒ Mogi das Cruzes

⇒ Mogi Guaçu

⇒ Osasco

⇒ Ourinhos

⇒ Penápolis

⇒ Pindamonhangaba

⇒ Piracicaba

⇒ Praia Grande

⇒ Presidente Prudente

⇒ Registro

⇒ Ribeirão Preto

⇒ Rio Claro

⇒ Santo Amaro

⇒ Santo André

⇒ Santos

⇒ São Bernardo do Campo

⇒ São Carlos

⇒ São João da Boa Vista

⇒ São José do Rio Preto

⇒ São José dos Campos

⇒ 

⇒ Sertãozinho

⇒ Sorocaba

⇒ Suzano

⇒ Taboão da Serra

⇒ Tatuí

⇒ Taubaté

⇒ Tupã

⇒ Votuporanga

Regras para fotos

A fotografia 3×4 para ser colocada no RG é feita no próprio posto do Poupatempo. Veja as regras que devem ser seguidas:

a) Evitar usar roupas brancas ou muito claras.

b) Acessórios de cabeça: seu uso é permitido se não impedir a visualização do rosto e dos cabelos.

c) Óculos escuros:  seu uso é permitido somente para deficientes visuais, que devem apresentar Laudo Médico original ou cópia simples.

d) Véu, boina, touca, lenço na cabeça ou turbante: seu uso é permitido somente por motivo de tratamento médico ou de religião. Neste caso, é necessário apresentar Comprovante da Entidade Religiosa original ou cópia simples.

Prazo de entrega

O prazo de entrega é de 5 dias úteis. Você deve retirar no mesmo posto em que fez a emissão. Qualquer pessoa pode pegar o documento se estiver com o protocolo, caso contrário, somente o solicitando pode retirar o RG.

Além disso, também é possível solicitar a entrega pelos Correios. Neste caso, o tempo para ser entregue é de 5 dias úteis a partir da confecção do documento.

O que você precisa saber sobre o serviço de RG

Se você identificar qualquer erro no seu documento, é possível fazer a correção sem pagar a taxa, desde que a solicitação seja feita em até 90 dias a partir da emissão.

Caso você não vá buscar o documento em até 180 dias a partir da expedição, ele será destruído.

Você acabou de conferir as informações sobre o agendamento da 2º via do RG no Poupatempo. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Escreva sua pergunta ou deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>